segunda-feira, 15 de março de 2010

Dinho Ouro Preto se recupera aos poucos e grava CD do Capital Inicial


Dinho Ouro Preto está de volta apesar de enfrentar algumas dificuldades. A voz fica rouca depois de algumas horas cantando, e a simples tarefa de andar em linha reta se tornou um desafio.

Mas o cantor não desanima, afinal ele recebeu alta há pouco mais de três meses mais de três meses, depois de cair do palco em Patos de Minas, no triângulo mineiro, onde o Capital Inicial se apresentava em 31 de outubro do ano passado. Mas a recuperação lenta surpreende até o cantor: 'Quando eu reconquisto um pequeno movimento, me dá uma sensação de felicidade, mas ao mesmo tempo a demora é frustrante. O corpo perde a força", conta.

Depois do traumatismo craniano e das fraturas em cinco vértebras - que lhe renderam um mês de internação -, Dinho encarou a gravação do novo CD da banda, para abril (o nome do disco está sendo guardado a sete chaves).

Além das sessões diárias de fisioterapia, o vocalista contou, pela primeira vez, com a assistência de uma fonoaudióloga, para se readaptar à rotina de artista. Os companheiros de banda também fizeram sua parte, vigiando o cantor para ele poupar as cordas vocais.

A paciência, é uma das lições que Dinho diz ter aprendido: "Fiquei à mercê dos outros. As lesões emocionais são mais demoradas do que as físicas."

Foto: Divulgação


Nenhum comentário:

Postar um comentário